Como carregar um carro elétrico na garagem do condomínio: o que precisa de saber.


Dicas | 02.03.2022
Como carregar um carro elétrico na garagem do condomínio: o que precisa de saber.

Como carregar um carro elétrico na garagem do condomínio: o que precisa de saber.

 

Quando o tema é carregar um carro elétrico em casa, os habitantes de moradias têm a vida mais facilitada em relação aos que residem em apartamentos pois, mesmo não tendo uma garagem, regra geral, têm a facilidade de estacionar o carro perto de casa e ligar o seu carro a uma tomada elétrica.

Se vive num condomínio tem de analisar, em primeiro lugar, se será possível fazê-lo principalmente quando é um condomínio construído antes de 2010.

No caso dos condomínios construídos após 2010, é obrigatória uma pré-instalação que permite a ligação entre as habitações e os lugares de garagem facilitando o processo de instalação de um carregador de um condómino sem interferir com as zonas comuns.

 

Desde a verificação das necessidades energéticas, às condições do próprio local, até aos procedimentos legais e à instalação do posto de carregamento elétrico, nós explicamos como pode carregar um carro elétrico na garagem do condomínio.

Necessidades Energéticas e Condições do Local

Verificar as necessidades energéticas é o primeiro passo que devemos avaliar quando estamos a ponderar adquirir um carro elétrico e temos a intenção de fazer o carregamento na garagem do condomínio.

É um processo relativamente simples pois, tudo o que precisa de saber, é a velocidade máxima de carregamento do seu carro para que possa identificar o valor de potência máximo que terá de ter disponível na rede elétrica.

Consequentemente deve-se fazer a validação da rede elétrica do local garantindo que a potência contratada será suficiente.

A situação pode complicar se houver mais que um carro elétrico no condomínio, porque aí os cálculos são outros: terá que se somar as potências que cada um necessita para ser feita essa validação.

Avisar os vizinhos

A Lei aqui é clara: O segundo passo será comunicar ao condomínio, por escrito e com 30 dias de antecedência, a intenção de instalar um posto de carregamento elétrico. O condomínio terá de dar resposta num prazo máximo de 15 dias e, em caso de rejeição, terá de ser devidamente justificada.

Instalação do Posto de Carregamento Elétrico

Tendo a aprovação por parte do condomínio, o último passo será realizar a instalação do posto de carregamento elétrico num prazo de 90 dias.

Estas instalações devem ser efetuadas por instaladores certificados a quem deve solicitar uma avaliação prévia do local para que possa fundamentar a viabilidade da mesma e garantir que cumpre todos os requisitos técnicos estabelecidos pela DGEG para locais comuns no edifício.

Documentos legais a consultar

No caso de querer saber mais, poderá também consultar os documentos legais que suportam a instalação de um posto elétrico:

  • Decreto-Lei n.º 90/2014 (altera o Decreto Lei n.º39/2010);
  • Guia Técnico das Instalações Elétricas para alimentação de veículos elétricos;
  • Requisitos mínimos para elaboração de projetos dando cumprimento à legislação relativa à mobilidade elétrica.

Agora que sabe todos os passos que deve ter em conta caso queira optar pelo carregamento na garagem do condomínio, conheça o nosso portal de mobilidade elétrica e faça uma simulação para encontrar o carro elétrico ideal para si!

Aviso! Ao navegar no nosso site estará a consentir a utilização de cookies para uma melhor experiência de utilização.

Conheça as nossas Politicas de Privacidade aqui.
OK